Blog
Paloma

Tipos de Gás: GLP ou GN – qual devo usar na minha residência?

Tipos de Gás: qual usar em minha residência?
13 de abril de 2020

Os equipamentos a gás estão consolidados no mundo inteiro, sendo considerados uma solução moderna e eficiente para quem busca aquecimento de água. Contudo, ainda é comum encontrarmos algumas dúvidas sobre essa tecnologia. No artigo de hoje, vamos falar de um assunto muito importante e que envolve diretamente a segurança da sua casa: os tipos de gás.

Por que é importante conhecer os tipos de gás?

Antes de comprar um aquecedor a gás, fogão ou qualquer outro equipamento que dependa de gás para funcionar, é essencial saber qual é o tipo disponível na sua casa. Se você comprar um aparelho incompatível, terá que gastar ainda mais dinheiro para realizar a conversão depois.

Basicamente, qualquer equipamento funciona com dois tipos de gás: o Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) e o Gás Natural (GN).

Saiba mais abaixo!

Gás Liquefeito de Petróleo (GLP)

O GLP nada mais é do que o popular gás de botijão, sendo o tipo mais comum no Brasil e o mais presente na maioria das casas. Ele consiste de uma mistura gasosa resultante do processo de refino de petróleo cru, que possui uma característica que facilita a sua transformação em líquido.

Na sequência, ele é acondicionado dentro dos botijões ou cilindros, dependendo do caso. Como resultado, temos um gás mais pesado que o natural, afinal, ele é mais denso que o ar.
É importante destacar que tanto o GLP, quanto o GN não possuem cheiro em sua forma original. Portanto, por questões de segurança, eles são odorizados. Dessa forma, caso ocorra algum vazamento, é facilmente percebido.

Além disso, devemos reforçar que o uso do Gás Liquefeito de Petróleo é mais rigoroso em apartamento. Isso porque é ilegal armazenar botijões de gás dentro deste local, uma vez que pode colocar você e sua família em risco. De acordo com o Decreto 57.776 /2017 o armazenamento deste equipamento deve ser feito em uma área exclusiva com boa e permanente ventilação, disposta a pelo menos 1,5 metros de distância de tomadas e instalações elétricas.

Gás Natural (GN)

Já o Gás Natural é o popular gás encanado, fornecido por empresas distribuidoras – principalmente em grandes cidades. Em São Paulo, por exemplo, ele é distribuído pela Comgás. A sua instalação é mais complexa que a do GLP, porém, após instalado o seu uso é bem prático – não havendo necessidade de trocas ou reabastecimento de botijões, por exemplo.

É justamente por esse motivo que a maioria dos edifícios novos já são projetados com toda a infraestrutura para receber o gás natural.

Mas afinal, qual tipo de gás devo usar?

Apresentamos mais detalhes sobre os dois tipos de gás que podem ser usados na sua casa. Se você mora em um prédio, a melhor indicação é conversar com o síndico para descobrir qual gás pode ser usado.

Se durante a leitura deste artigo, você percebeu que comprou um equipamento incompatível como seu tipo de gás, não se preocupe. Como adiantamos no começo, é possível realizar a conversão do aparelho, mas claro isso envolve um investimento extra. De qualquer forma, saiba que existe meio de converter um equipamento de GLP para GN, e de GN para GLP.
A conversão depende de cada equipamento, mas normalmente exige a troca de alguns componentes e uma nova regulagem.

O que achou do nosso artigo sobre os tipos de gás? Conseguiu entender a melhor por que investir nessa solução? Se gostou, curta e compartilhe com os seus amigos, especialmente para aqueles que estão com essa dúvida. Temos artigos toda semana em nosso site, fique ligado e acompanhe nossas novidades.

Até a próxima!

Leia também



Boiler: Entenda como funciona e outras dicas
Como funciona o aquecedor a gás: Tudo que você precisa saber
Copyright © 2019 Rheem Aquecedores. Todos os direitos reservados.
Otimização de sites Multlinks