Notícias

Caldeira a Gás: 5 dicas para cuidar deste equipamento

Caldeira a Gás: dicas para manutenção

A caldeira a gás é um equipamento essencial para diversos segmentos, sendo responsável por produzir vapor por meio do aquecimento da água – causado por uma fonte geradora de calor. Na maioria dos casos, ela é utilizada em processos industriais para a esterilização de instrumentos ou detritos; além de ser usada em sistemas de pintura, hospitais, hotéis, lavanderias, entre outros. Trata-se de um alto e importante investimento, portanto, é fundamental saber como preservá-la corretamente.

Assim, você garante todas as suas funcionalidades e não precisa gastar dinheiro desnecessariamente.

Por isso, acompanhe nossas 5 dicas para cuidar de sua caldeira a gás.

5 dicas para conservar a sua caldeira a gás

Qualquer tipo de caldeira é projetado para produzir uma quantidade enorme de calor e vapor praticamente sem interrupções. Dessa forma, qualquer problema relacionado ao seu uso indevido, pode comprometer as atividades do seu negócio. Conheça 5 cuidados que você e seu time devem seguir para aumentar a vida útil do equipamento!

VEJA TAMBÉM: Teste de Estanqueidade: uma medida de segurança contra vazamentos

1 – Evite condições de baixa água

Para funcionar, toda caldeira necessita de água. Sendo assim, é fácil perceber que baixo nível de água podem causar danos sérios à peça. Por isso, tome cuidado com condições que desregulam o nível de água, como:

  • Falhas na bomba de água de alimentação e na válvula de controle;
  • Perda de água para o sistema de água de compensação;
  • Problemas no controlador de nível de bateria;
  • Quando o controlador do nível de bateria é colocado na posição “manual” equivocadamente;
  • Perda de pressão do ar da instalação para controlar o atuador da válvula;
  • Levantamento de válvula de segurança.

2 – Controle a concentração de sólidos da água

Pode parecer óbvio, mas muitas pessoas não sabem disso: a presença demasiada de sólidos em suspensão e sílica causam problemas sérios nas caldeiras a gás. Entre as consequências, podemos destacar: incrustações, qualidade de troca térmica reduzida e crescimento do consumo de combustível.
Por isso, invista no tratamento adequado da água de alimentação, para assim, impedir a concentração de sólidos indesejáveis em sua caldeira.

3 – O tratamento da água deve ser prioridade

Quando falamos no tratamento da água de alimentação e da água utilizada na caldeira, devemos ter uma coisa em mente: isso aumenta a longevidade, eficiência e segurança do equipamento – evitando o acúmulo de sólidos e a corrosão.

4 – Cuidado com o aquecimento inapropriado

O superaquecimento da caldeira é um problema muito comum, principalmente para indústrias que precisam produzir mais vapor. Nesse caso, se o equipamento conseguir, a empresa tentará alcançar esse objetivo de qualquer forma, não importando os problemas que podem vir juntos. Em outras palavras, o ciclo de inicialização, operação e desligamento de qualquer tipo de caldeira cria tensões no equipamento. Agora, imagine quando ocorre um aquecimento indevido. Sem dúvidas, você terá problemas de manutenção para resolver.

5 – Fique atento aos componentes da Caldeira a Gás

A principal função da caldeira é gerar calor e energia, mas lembre-se: esse processo deve ser controlado. É justamente por isso que este equipamento é composto por diferentes itens, como válvulas, tubulações, fios e interruptores. De maneira geral, todos eles estão interligados, funcionando em sincronia para garantir a segurança da caldeira. Portanto, fique atento às peças que fazem parte do equipamento.

O que achou do nosso artigo sobre a caldeira a gás? Conseguiu entender melhor sobre o assunto? Se gostou, curta e compartilhe com os seus amigos, especialmente para aqueles que trabalham em grandes indústrias e precisam entender como cuidar dos importantes equipamentos industriais. Temos artigos toda semana em nosso site, fique ligado e acompanhe nossas novidades.

Até a próxima!